ELIAS CRESPIN

Caracas, Venezuela, 1965 – vive e trabalha em Paris, França

BAIXAR CV


Tríada, 2005, El Museo del Barrio Collection, New York, aço inoxidável, chumbo, motores e circuitos eletrônicos, 76,2 x 76,2 cm.

Tríada, 2005, El Museo del Barrio Collection, New York, aço inoxidável, chumbo, motores e circuitos eletrônicos, 76,2 x 76,2 cm.



Biografia

Quando criança, Elias Crespin costumava visitar a avó, a famosa artista Gego (Gertrud Goldschmidt, 1912 – 1994), e o parceiro dela, o designer e artista Gerd Leufert (1914 – 1998), que o encorajavam a fazer trabalhos manuais. Com eles, aprendeu a trabalhar diferentes materiais. Os pais de Elias são matemáticos, e ele se formou em Ciência da Computação (1990) na Universidad Central de Venezuela, onde se especializou na criação de gráficos e aprendeu a modelar fórmulas. Depois de trabalhar em diversas empresas de software e em sua própria consultoria, ele decidiu usar seus conhecimentos para fazer arte.

Em 2008 mudou-se para Paris. Entre suas individuais destacam-se “Elias Crespin: Parallels” (Cecilia de Torres, Nova York, 2012), “Electrokinetics”, Haus Konstruktiv, Zurique, 2011), “Hiperficies” (Ars Longa, Paris, 2010) e “Electrocinéticas” (Canal Centro de Producción Cultural, Caracas, 2006). As obras de Elias estão no Museum of Fine Arts (Houston), no El Museo del Barrio (Nova York), na Cisneros Fontanals Foundation (Miami), no MALBA e no Museo Nacional de Bellas Artes (ambos em Buenos Aires), entre outros.